Gazeta Apodiense

Notícias Mossoró

Mossoró suspende vacinação com Astrazeneca por falta de doses

Na manhã desta sexta-feira (10) a Sesap distribuiu novas doses das vacinas da Pfizer e Coronavac/Butantan, incluindo as destinadas a adolescentes.

Mossoró suspende vacinação com Astrazeneca por falta de doses
Créditos: As fotos e vídeos contidos nesta matéria é de inteira e total responsabilidade de WILSON MORENO
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A Secretaria Municipal de Saúde aplicou todas as doses do imunizante AstraZeneca para a segunda dose (D2). Por esta razão, o município está aguardando a chegada de novo lote de doses da referida vacina para prosseguir com a imunização.

O problema no abastecimento da AstraZeneca é nacional e vem sendo relatado à coordenação do Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde, por vários estados e municípios brasileiros já há alguns dias.

O Ministério da Saúde está enviando as doses da vacina de Oxford/AstraZeneca de forma fracionada, sem, contudo, completar o número de doses integralmente que foi enviado na pauta da primeira dose (D1).

Em Mossoró, a AstraZeneca estava sendo aplicada como D2 (segunda dose) durante a semana, no Ginásio do SESI e nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs).

“Estamos acompanhando atentamente a situação e aguardando por aquilo que compete ao Ministério da Saúde que é adquirir e encaminhar aos estados e municípios as doses necessárias para o andamento da vacinação com o imunizante de Oxford. Seguimos as orientações, as normas técnicas superiores, então, estamos na expectativa de receber as doses e aplicá-las com agilidade”, disse Morgana Dantas, secretária municipal de Saúde.

PFIZER E CORONAVAC

Na manhã desta sexta-feira (10) a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) distribuiu novas doses das vacinas da Pfizer e Coronavac/Butantan.

De acordo com a Nota Técnica nº 68 este lote se destina a: População Geral na faixa etária de 18 anos e mais; Crianças e Adolescentes de 12 a 17 anos; trabalhadores da Indústria; dos Transportes Coletivos; lactantes com crianças de até 12 meses e trabalhadores do Sistema Único da Assistência Social – SUAS.

A Sesap recomenda aos municípios realizar busca ativa e ações comunitárias para identificar cidadãos acima de 18 anos não vacinados com D1 ou em atraso para D2, até que se alcance o quantitativo total da população prevista nas estimativas e atualizações do Plano Estadual para Operacionalização da Vacina contra a COVID-19.

Foram distribuídas 33.530 doses da Coronavac/Butantan e 55.788 da Pfizer, destinadas entre primeira e segunda, conforme orientações da Nota Técnica.

Na quinta-feira (9), em reunião ordinária da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), foi pactuada a expansão da vacinação para crianças e adolescentes de 12 a 17 anos, de forma decrescente priorizando os portadores de deficiência, com comorbidades e privados de liberdade.

A vacina da Pfizer é a única autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a faixa etária de 12 a 17 anos.

Aviso: Esse conteúdo não reflete a opinião do nosso portal e a sua fonte é mossorohoje.com.br
Comentários:

Veja também

Seja assinante do nosso portal! É GRÁTIS!

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!