Gazeta Apodiense

MENU
Logo
Sexta, 16 de abril de 2021
Publicidade
Publicidade

Estado

Polícia Civil do Ceará prende em Mossoró no RN, chefe de organização criminosa que ordenava execuções em Fortaleza

Quando abordado, o investigado não resistiu à prisão, mas tentou descartar um aparelho telefônico no banheiro do imóvel.  

Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O chefe de uma organização criminosa de origem carioca foi preso, na última segunda feira (01), em Mossoró, no Rio Grande do Norte, durante a terceira fase da operação Quinto Mandamento, deflagrada na última sexta-feira, 26 de fevereiro pela Polícia Civil através do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e com o apoio da Polícia Militar no estado do Ceará.

Luciano Costa da Silva, conhecido como 'Farmácia' foi encontrado e preso pelos policiais cearenses em um apartamento, que foi alugado em nome de um laranja, na cidade de Mossoró. Além dele, havia outras três pessoas no local.  Quando abordado, o investigado não resistiu à prisão, mas tentou descartar um aparelho telefônico no banheiro do imóvel.  

"Provavelmente esse celular contém provas muito importantes, por isso ele tentou se livrar. Mas nós conseguimos recuperar esse aparelho e estamos tentando obter as informações que estão contidas nele", explicou a titular da 11ª Delegacia do DHPP, Claudia Guia. No local também foi apreendido em posse de Luciano um veículo Hilux SDW4, de cor preta, que, segundo a delegada, foi comprado em nome de terceiros e teria sido pago em prestações de R$ 5 mil cada.

De acordo com as investigações da PC cearense, Luciano coordenava as ações da facção criminosa Comando Vermelho (CV) nos bairros Bonsucesso e João XXIII, em Fortaleza. O homem se autointitulava como “conselheiro regional” e, segundo a Polícia Civil, era o responsável por todas as decisões da facção na localidade e pelas ordens de assassinatos cometidos pelos membros. 

Após ser preso o investigado foi transportado da capital do Oeste Potiguar para o estado do Ceará, onde foi possível cumprir o mandado de prisão por homicídio expedido contra ele pela Justiça. Luciano era alvo de investidas policiais desde 2018 e teria se refugiado no Rio Grande do Norte para evitar ser capturado, informou o diretor do DHPP, Leonardo Barreto. 

Aviso: Esse conteúdo não reflete a opinião do nosso portal e a sua fonte é www.fimdalinha.com.br

Créditos: As fotos e vídeos contidos nesta matéria é de inteira e total responsabilidade de Fim da Linha

Publicidade
Publicidade

Comentários:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade