Gazeta Apodiense

Notícias Estado

População protesta na STTU e pede volta de linhas de ônibus em bairros de Natal

Manifestação aconteceu na manhã desta quarta-feira (8) na Secretaria de Mobilidade Urbana da capital

População protesta na STTU e pede volta de linhas de ônibus em bairros de Natal
Créditos: As fotos e vídeos contidos nesta matéria é de inteira e total responsabilidade de Geraldo Jerônimo/Inter TV Cabugi
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Moradores de vários bairros de Natal fizeram um protesto na Secretaria de Mobilidade Urbana de Natal (STTU), na manhã desta quarta-feira (8), contra a desativação e mudanças de linhas de ônibus na cidade, durante a pandemia.

Os manifestantes também reclamaram da suspensão de algumas linhas aos fins de semana e feriados na capital potiguar.

De acordo com o líder comunitário Marcelo Henrique, do bairro Gramoré, a população local vem reclamando da linha 02, que teve o percurso reduzido.

"Quem ia até o Cidade Jardim, agora só consegue ir até o shopping Midway. E quem trabalha até 22h no shopping volta para casa como? Porque só vai até 18h", questiona.

Outra reclamação, apontada por ele é sobre a linha 17, que não vem circulando aos domingos e feriados.

"Essa é a situação do nosso bairro. Mas são quase 50 linhas. Umas foram retiradas, outras tiveram o itinerário modificados e hoje mais de 50 lideranças se reuniram para que isso seja revisto", argumentou.

Os manifestantes também reclamaram da ausência da linha 44, que ligava o Cidade Satélite ao Alecrim, e da linha 36, que era a única linha de ônibus de Nova Cidade e foi retirada.

De acordo com a Secretaria de Mobilidade Urbana de Natal (STTU), os representantes das comunidades foram recebidos pelo secretário Paulo César Medeiros para discutir a pauta.

Após o encontro, os manifestante afirmaram que uma reunião foi marcada para a próxima semana com o prefeito, para que o assunto seja discutido. Pelo menos sete vereadores também participaram da reunião.

Aviso: Esse conteúdo não reflete a opinião do nosso portal e a sua fonte é g1.globo.com/rn
Comentários:

Veja também

Seja assinante do nosso portal! É GRÁTIS!

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!