Gazeta Apodiense

MENU
Logo
Sexta, 16 de abril de 2021
Publicidade
Publicidade

Felipe Guerra

Secretaria Municipal de Saúde investiga caso de Leishmaniose em humano na comunidade de Arapuá em Felipe Guerra

Trata-se do único caso confirmado atualmente no município e não há outras suspeitas.

Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Diante de um caso confirmado de Leishmaniose em humano no município, a Secretaria Municipal de Saúde de Felipe Guerra iniciou, nesta quarta-feira, 07, um intenso trabalho de campo investigativo com o objetivo de obter um amplo conhecimento acerca da real situação da comunidade rural de Arapuá, onde reside o paciente infectado.

Uma equipe de Agentes de Endemias coordenada pelo Agente Filho Medeiros, e que vem sendo capacitada para a missão pelo Médico Veterinário do município, Dr. Neto Maia, esteve pela manhã na comunidade iniciando um trabalho de testagem sorológica rápida em todos os cães existentes na comunidade. Também está sendo feita a coleta de sangue dos referidos animais para exame mais conclusivo.

Mesmo este sendo o único caso atualmente no município, o Governo de Felipe Guerra se mostra muito preocupado com a situação e determinou que todas as medidas cabíveis sejam adotadas pela Secretaria Municipal de Saúde com o propósito de garantir o controle da doença e a proteção da saúde da população.

A Secretaria Municipal de Saúde de Felipe Guerra já comunicou o caso à Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), através da Segunda Unidade Regional de Saúde Pública ( II Ursap), que passou a acompanhar e a auxiliar o Município.

A doença

Mais conhecida como Calazar, a Leishmaniose é um tipo de doença infecciosa causada por um protozoário do gênero leishmania, considerado um parasita. Sua transmissão se dá por meio da picada do mosquito-palha e essa condição é considerada majoritariamente tropical, sendo mais comum em países de clima quente e úmido, como certas regiões do Brasil.

O caso

Trata-se do único caso confirmado atualmente no município e não há outras suspeitas. O paciente é um jovem de 20 anos de idade, residente na comunidade rural de Arapuá, no município de Felipe Guerra/RN, que já recebeu alta hospitalar e reage bem ao tratamento.

Aviso: Esse conteúdo não reflete a opinião do nosso portal e a sua fonte é www.folhapotiguar.com.br

Créditos: As fotos e vídeos contidos nesta matéria é de inteira e total responsabilidade de Folha Potiguar

Publicidade
Publicidade

Comentários:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade