Gazeta Apodiense

Notícias Saúde

Sesap divulga novos números da dengue no RN e reforça importância dos cuidados

Segundo o informe, foram notificados 4.730 casos suspeitos de dengue no RN.

Sesap divulga novos números da dengue no RN e reforça importância dos cuidados
Créditos: As fotos e vídeos contidos nesta matéria é de inteira e total responsabilidade de grande ponto
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) divulgou nesta sexta-feira (03), o mais recente informe epidemiológico das arboviroses no Rio Grande do Norte, referente ao período compreendido entre a Semana Epidemiológica 1 até a 32, encerrada em 14 de agosto de 2021. Segundo o informe, foram notificados 4.730 casos suspeitos de dengue no RN, dos quais 808 foram confirmados, 2.898 casos considerados prováveis, 1.832  descartados e 1 caso de óbito confirmado.

Com relação à chikungunya, foram notificados no RN, até a Semana Epidemiológica 32, 4.328 casos suspeitos da doença, sendo confirmados 960 casos, 3.679 casos considerados prováveis e 649 descartados e nenhum óbito confirmado.

Já no que diz respeito à Zika, entre a semana epidemiológica 1 a 32 de 2021 no RN foram notificados 512 casos suspeitos da doença, sendo  confirmados 115 casos, 340 casos considerados prováveis, 172 descartados e nenhum óbito confirmado.

O informe mostra que a V Região de Saúde é a que apresenta maior incidência de casos prováveis de arboviroses no RN, no que se refere aos três agravos. Além disso, segundo o informe, considerando os casos prováveis de dengue, Chikungunya e Zika, os indivíduos do sexo feminino apresentou uma maior concentração de casos.

Prevenção

A Sesap alerta para os cuidados necessários para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissores das arboviroses, já que a população desempenha um papel primordial no controle vetorial. São eles:

- Mantenham os quintais livres de possíveis criadouros do mosquito;
- Esfreguem com bucha as vasilhas ou reservatórios de água de seus animais;
- Não coloquem lixo em terrenos baldios;
- Mantenham as caixas d´água sempre tampadas;
- Observem vasos e pratos de plantas que acumulam água parada;
- Observem locais que possam acumular água parada como: bandeja de bebedouros e de geladeiras, ralos, pias e vasos sanitários sem uso;
- Recebam a visita do agente de endemias, aproveitando a oportunidade para tirar possíveis dúvidas;
- Mantenham em local coberto, pneus inservíveis e outros objetos que possam acumular água.

Aviso: Esse conteúdo não reflete a opinião do nosso portal e a sua fonte é www.grandeponto.com.br
Comentários:

Veja também

Seja assinante do nosso portal! É GRÁTIS!

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!