Gazeta Apodiense

Notícias Economia

Turismo está voltando aos municípios de Martins e Portalegre

O belíssimo Mirante Penhasco, por exemplo, abriu o espaço, com acesso de público controlado, para casamentos, aniversários e eventos corporativos.

Turismo está voltando aos municípios de Martins e Portalegre
Créditos: As fotos e vídeos contidos nesta matéria é de inteira e total responsabilidade de CEZAR ALVES
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O turismo na região Serrana dos municípios de Portalegre e Martins está voltando aos poucos, após um pouco mais de um ano e meio desde que teve início a pandemia do novo Coronavírus.

Após o afrouxamento dos decretos do Governo do Estado e das Prefeituras locais, os bares, lanchonetes e principalmente os mirantes voltaram a funcionar, inclusive com som ao vivo.

Em Portalegre, o Resenharia Restaurante é um dos exemplos de estruturas turísticas que está voltando a funcionar, com dificuldades, devido ao prejuízo causado pela pandemia.

Em Martins, que fica próximo, os restaurantes e hotéis já estão ficando lotados nos finais de semana e os mirantes se estruturando para voltarem a funcionar 100%.

O belíssimo Mirante Penhasco, por exemplo, abriu o espaço, com acesso de público controlado, para casamentos, aniversários e eventos corporativos.

Erisberto Conrado, gestor do Penhasco, disse que o público está voltando aos poucos à região serrana, mas que é preciso que o Poder Público municipal divulgue melhor a região.

Em diálogo com a prefeita Maria José, “Mazé”, de Martins, ela reconheceu que realmente é necessário algo mais para consolidar o turismo serrano o ano todo.

Mazé lembra que já existe o Festival de Fondue e que é possível se criar outro evento desta natureza para atrair o público não só a Martins, mas também a Portalegre.

Os municípios de Portalegre e Martins têm produção local de mandioca, cana de açúcar, café, jaca, abacate e, se plantar, produz também a pimenta do reino.

Estes cultivos são sugestivos para se criar um outro festival ou festivais em benefício da região. A natureza é generosa nos dois municípios, assim como também o povo é receptivo.

A história do surgimento das duas cidades, também é sugestiva. São cidades que têm uma relação muito forte com o período do Brasil colônia.

Portalegre, inclusive, tem dois quilombos, o Pega e o Arrojado, onde moram cerca de 80 familiares remanescentes de escravos do período Colonial.

Em Martins, a história contada em peças e livros na Escola Almino Afonso, também remonta ao período de Dom Pedro II no Brasil. Um dos pioneiros na cidade é o coronel Demétrio Lemos, que era da esquadra de segurança do imperador no país.

INVESTIDORES

Os principais investidores na região de Martins e Portalegre são da região de Mossoró. O saudoso João Sabino, da rede de Hotéis Sabino, está entre os pioneiros.

Seu João Sabino, que nos deixou a pouco tempo, estruturou hotéis em Martins e Portalegre. Em outros nomes, está Erisberto Conrado, do Mirante do Penhasco.

Aviso: Esse conteúdo não reflete a opinião do nosso portal e a sua fonte é mossorohoje.com.br
Comentários:

Veja também

Seja assinante do nosso portal! É GRÁTIS!

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!